Categoria

Estilo de Vida

Categoria

Os brasileiros continuam gastando mais em cuidados com os cabelos do que os cuidados com a pele, mas o comportamento do consumidor das gerações mais jovens e o lançamento de produtos inovadores podem impulsionar a indústria local de cuidados com a pele.

O Brasil é o quarto maior consumidor de produtos de cuidados pessoais e beleza no mundo, atrás apenas dos EUA, China e Japão. Em algumas categorias, como fragrâncias e produtos capilares, o Brasil é ainda maior, em segundo e terceiro lugares, respectivamente. No entanto, o mesmo não pode ser dito para os cuidados com a pele, em que o Brasil ocupa o oitavo lugar no mundo, como mostra a última pesquisa do Euromonitor.

Patricia Moreira, gerente de marketing de cuidados com a pele da Chemyunion

Patricia Moreira, gerente de marketing de cuidados com a pele da Chemyunion

“ Culturalmente falando, os brasileiros atribuem mais valor estético ao cabelo do que à pele. O cabelo é considerado um “cartão de felicitações” no Brasil ” , diz Patricia Moreira, gerente de marketing de produtos para a pele do fabricante de ingredientes Chemyunion. “ Uma comparação entre cuidados com os cabelos e produtos para cuidados com a pele revela que a obtenção de resultados imediatos é muito importante para os consumidores. Tratamentos de pele tendem a demorar mais para mostrar resultados, além de exigir que eles sigam uma rotina diária de cuidados com a pele. Muitos desistem quando não vêem alterações na sua pele de imediato e tornam-se cépticos quanto à eficácia deste tipo de produto. 

No entanto, Moreira diz que as diferenças geracionais estão começando a ter impacto sobre este setor. Os consumidores mais jovens tendem a ser mais educados sobre os cuidados com a pele e compram produtos diferentes mais facilmente, porque entendem os benefícios de ter uma rotina diária de cuidados com a pele e que quanto antes melhor é sempre garantir uma pele saudável. “ Esse cenário nos leva a acreditar que a indústria brasileira de cuidados com a pele passará por mudanças significativas nos próximos anos. 

“ Há amplo espaço para o crescimento da indústria no Brasil ” , diz Ana Paula Rasmunsen, gerente de marketing da Enzz Cosmetics. Criada em 2014, a empresa profissional de produtos para os cabelos lançou sua primeira linha de dermocosméticos faciais no início do ano. É composto por três limpadores enzimáticos líquidos diferentes, que contêm ingredientes naturais, vitamina C e ácido hialurônico.

Rasmunsen diz que o uso fácil é uma prioridade para os consumidores quando compram produtos de cuidados com a pele, além da segurança e eficácia do produto. Ela afirma que, para ser o caso da linha Enzyme Skin – basta aplicar o spray em um rosto recém-lavado. Os produtos da linha podem ser combinados para melhorar os resultados de acordo com o tipo de pele, e servem para hidratar / energizar a pele, combater a pele oleosa / promover um efeito mate e trabalhar como um produto antioxidante / antipoluição.

No Brasil, os cosméticos antipoluição já geram muita agitação. Moreira diz que quase 30% das mulheres procuram produtos com reclamações antipoluição ao comprar maquiagem, enquanto 49% compram produtos com proteção solar. “ Existem duas maneiras de categorizar os benefícios proporcionados por esse tipo de produto: aqueles que reduzem os danos à pele causados ​​por poluentes e aqueles que buscam minimizar o contato da pele com os poluentes, evitando efetivamente os danos ”, diz ela. O portfólio da Chemyunion inclui o SkinBlitz, que afirma reduzir em 65% a penetração de poluentes em camadas mais profundas da pele, diminuindo as taxas de envelhecimento celular e prevenindo a hiperpigmentação causada pela exposição à poluição.

Quando se trata de cuidados com a pele, Moreira também destaca o uso de nanotecnologia de otimização de desempenho, como direcionar ingredientes para áreas específicas, a fim de melhorar as taxas de penetração, biodisponibilidade e fixação a uma estrutura designada. ” Também temos visto um crescimento considerável nas categorias de limpeza e preparação da pele, com a introdução de novos produtos e formatos, como paus, lenços e águas micelares, além de máscaras faciais, que são muito populares nos mercados asiáticos, e estão começando para ganhar força no Brasil. ”

O futuro da luta contra o envelhecimento da pele, diz ela, “ pode ser encontrado na epigenética, a tecnologia de ponta que mostra como o ambiente e os hábitos de uma pessoa influenciam a expressão gênica e as taxas de envelhecimento. ”Moreira diz que este avanço inovador revolucionará a indústria de cuidados com a pele, abrindo novas possibilidades para combinar diferentes opções de tratamento – mesmo indo além do uso exclusivo de cosméticos – para aumentar seu efeito.